CONTABILIDADE NACIONAL

Posted: 7 de Outubro de 2012 in MACROECONOMIA

É um ramo da macroeconomia, que tem como objetivo o estudo das técnicas de mensuração dos agregados.

“ a compreensão adequada das Contas Nacionais é a coluna vertebral da moderna análise macroeconômica” Sachs e Larrain

 

 

É com o desenvolvimento dessas técnicas que a macroeconomia vem avançando nos estudos realizados com a utilização de dados econômicos, e assim, subsidiando melhor as tomadas de decisões por parte dos agentes econômicos.

Os conceitos de produtos, renda e despesas são muito importantes para a contabilidade nacional e para a macroeconomia, é um assunto muito utilizado quando nos referimos a desempenho econômico.

Produto Agregado

Produto agregado é a soma de todos os bens e serviços finais produzidos numa economia, num determinado período de tempo, e é indicado pelo PIB.

Quando queremos comparar os PIB’s de vários países, a moeda comum adotada é o dólar. A  moeda é um mecanismo que permite o somatório de mercadorias distintas, por isso é utilizada para tal função.

Produto agregado é medido pela variável de fluxo, nota-se que é diferente de variável de estoque, pois o estoque é observado num determinado ponto do tempo, enquanto o fluxo tem sua quantidade determinada por um período de tempo. Portanto, o produto agregado é dinâmico e está sujeito as oscilações de curto prazo.

Para ser considerado produto agregado, ele tem que ser classificado como bens finais, já os bens intermediários não podem ser contabilizados. Por exemplo, para construção de um carro, a empresa fabrica aço para fabricar carros, então o produto agregado dessa empresa são os carros, pois o aço nesse caso é considerado um bem intermediário, que são instrumentos do processo de produção para a geração do bem final.

Outra forma de se contabilizar o produto agregado de uma economia é pelo valor agregado ou adicionado, que é o valor do bem menos o valor da matéria prima, ou seja, produto agregado = valor agregado.

Renda

É mais uma forma de medir o produto agregado. A renda agregada nada mais é do que a soma das remunerações de todos os fatores de produção, que são terra, capital e trabalho.

Com base na análise do fluxo circular da renda ( para a empresa produzir bens para vender para famílias, ela precisa de comprar fatores de produção que pertencem as famílias, logo é um ciclo.) notamos, que tudo que é produzido na economia corresponde à compra das famílias, ou seja, produto agregado = renda agregada.

Despesa

A renda agregada de uma família é gasta com bens e serviços produzidos pelas empresas, e com isso temos a despesa agregada, logo renda agregada = despesa agregada.

Assim, podemos ver que o conceito de produto, renda e  despesa são equivalentes, e como o PIB mede o produto agregado, ele calcula os outros dois também, claro que com óticas diferentes.

Pela ótica da produção, existem duas formas, pela somatória dos bens finais ou pelo valor agregado.

Pela ótica da renda, soma-se os valores das remunerações dos fatores de produção, com salários, lucro, juros e aluguéis.

Pela ótica da despesa, é todo o consumo agregado das famílias, empresas e governo.

Cabe aqui deixar bem claro que, independente das óticas, o valor do PIB  será o mesmo, mas essas diferentes formas de se calcular o PIB existe porque cada ótica tem o objetivo de investigar um mercado diferente.

 

Autoria Própria

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s